A Justiça decretou, no início da tarde de terça-feira, 23, a prisão temporária de três suspeitos pela decapitação das adolescentes Janaína Cristina Conceição, 16, e Gabriela Alves Nunes, 13, na última sexta-feira, 19, em Salvador.

Alex Silva Santos, conhecido como “Lequinho”, Adriano Silva Nunes e Risovaldo Hora Costa, “Riso”, estão sendo procurados no bairro do IAPI. Os três possuem histórico de crimes contra o patrimônio, segundo informações da polícia.

Os acusados integrariam uma quadrilha de traficantes. Segundo a polícia, um dos suspeitos, Adriano Silva Nunes, é irmão do traficante Tadeu Silva Nunes, um dos três homens que foram acusados de assassinar a tiros, em março do ano passado, o policial Federal Leonardo Maia Fonseca, 30 anos, alvejado quando entregava uma intimação por crime eleitoral na região do IAPI.
Tadeu e os outros suspeito de envolvimento no assassinato do agente federal morreram em uma suposta troca de tiros com a polícia.
Durante as buscas, o pai de “Lequinho”, Valfredo Miranda e Silva, de 46 anos, foi preso, porque tinha um mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas.