O Tribunal Regional Eleitorial (TRE) manteve a cassação nesta quinta-feira (2) do mandato de Ioná Queiroz (PT), prefeita de Camamu, na região do Baixo Sul baiano. A petista foi condenada por abuso do poder econômico e político. Ela teria distribuído alimentos e roupas durante a campanha de 2008, além de ter realizado comícios com a participação de trios elétricos. Seus embargos de declarações foram julgados e rejeitados em unanimidade pelo Tribunal. Em seu lugar, deve assumir o 2º colocado no pleito, Américo José da Silva, do PR. A ex-mandatária ainda pode entrar com um recurso especial no Tribunal Superior Eleitoral, mas em princípio, o juiz de 1ª instância vai ter que cumprir a decisão do TRE sobre a cassação. Na mesma sessão, o Tribunal manteve também a cassação do prefeito de Capim Grosso, João Dias (DEM).

Fonte: Bahia Notícias