O Ministério Público estadual ofereceu denúncia contra o delegado Nélis Araújo e José Cavalcante de Souza. Os dois são acusados de participação no assassinato do delegado André Serra, executado em 29 de outubro do ano passado numa praça de Ipiaú, no sul da Bahia.

Eles responderão à ação penal que corre na Vara do Júri, Execuções Penais e da Infância e Juventude da Comarca de Ipiaú. O juiz Vicente Reis Santana Filho poderá levá-los a júri popular pelo crime.
De acordo com as investigações, Nélis se juntou a pistoleiros e grileiros da região de Ipiaú para executar o colega André Serra, que havia sido transferido do extremo-sul para Ipiaú, após desavenças com Nélis.
Os dois presidiram, em momentos diferentes, inquérito sobre a série de assassinatos relacionados ao Caso Maurício Cotrim. Já em Ipiaú, Serra começou a investigar os passos de Nélis na região. O arqui-inimigo tinha planos políticos em Ubatã. E teria descoberto “muita coisa”. Devido ao assassinato de André Serra, o ex-delegado regional de Itabuna e Teixeira de Freitas foi preso em agosto deste ano (relembre aqui).
Fonte: Pimenta na Muqueca