“Só saio daqui morto, mas não haverá sessão” – Essa frase de destempero foi proferida pelo vereador de Ibirataia, Caio Pina, ao tentar, de forma agressiva e descontrolada, pôr fim a sessão da Câmara que elegeria o novo presidente da Casa.

Entenda o caso
Na última segunda-feira (20) estava prevista a eleição em que seria escolhida a nova diretoria legislativa. A sessão estava marcada para acontecer às 19h, mas numa tentativa de atrapalhar os trabalhos, os vereadores Antonio de Jesus (Peruca), Caio Pina e Elmar Lopes chegaram à Câmara às 22h., logo após houve um tumulto generalizado e foi adiada a sessão para terça-feira.

Terça-feira (21):
Cerca de 400 pessoas lotaram o plenário da Câmara a espera da eleição. Apesar de o atraso dos supracitados vereadores, o presidente da mesa deu início à votação, uma vez que estavam presentes 2/3 dos edis, como reza o regimento da Casa.
A eleição ocorria sob um clima de tranquilidade até a chegada do vereador Caio Pina, que para a surpresa de todos, além de um discurso extremamente agressivo, quebrou urna de votação, rasgou os votos e xingou parlamentares. Uma atitude deplorável, sobretudo para um edil que diz ser representante do povo.
É interessante notar que Caio Pina é estudante do Curso de Direito. Será que ele nunca leu o regimento da Casa no que se refere à decoro parlamentar? Será que não aprendeu nada na Universidade a este respeito? A população de Ibirataia e região está perplexa com a atitude do edil. Assistam ao vídeo e tire você mesmo as conclusões sobre a postura do vereador. Afinal, imagens têm muito a dizer.
Fonte: Ubatã Notícias e Ibirataia Notícias – Parceria