Em rápida entrevista no Palácio do Planalto nesta quarta-feira, 22, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse esperar um entendimento de empresários e trabalhadores do setor aéreo para evitar transtornos à população neste Natal.

“Acho que empresários e trabalhadores devem flexibilizar um pouco. Não é correto e humano alguém impedir que uma pessoa viaje no Natal”, disse o presidente, logo após participar da solenidade de sanção do marco regulatório do pré-sal.

Lula relatou que pediu ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, e do Planejamento, Paulo Bernardo, para buscarem entendimento. “Eu conversei ontem com os ministros Jobim e Paulo Bernardo para que conversassem com as empresas e trabalhadores, para que não abusassem da paciência dos brasileiros”, afirmou.

O presidente ressaltou que sempre defendeu o direito de greve, mas que, neste caso, uma eventual paralisação do setor aéreo atingirá as pessoas comuns. “O que não pode é o povo sofrer os atos inconsequentes de uma má negociação”, disse. “Espero que haja, e tenho certeza de que haverá, maturidade por parte de empresários e trabalhadores.”

Fonte: A Tarde Online