Fisiologicamente não há nada que comprove um aumento da libido no verão, mas é certo que é justamente na estação mais quente do ano que as pessoas, sobretudo os mais jovens, se entregam com mais frequência ao sexo casual.
Com o aumento do consumo de bebidas alcoólicas e drogas, homens e mulheres se tornam mais vulneráveis às relações, digamos, descompromissadas.
E não apenas a elas, mas também as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Não há dados concretos, mas os especialistas afirmam, pelo crescimento da demanda em seus consultórios, que há um aumento dos casos de DSTs no verão.

Fonte: Rede Brasil de Notícias