Um velho problema volta a incomodar a população ubatense: animais soltos nas ruas da cidade. Cavalos, burros, bezerros, vacas… podem ser vistos, diariamente, “transitando” entre os moradores.

O problema é que “fazendeiros de última hora” compram animais e os deixam pastando pelas ruas. Afinal, é muito mais “barato” deixar os animais soltos pela cidade do que comprar um sítio ou alugar pastos para alimentar os bichos. O problema é que criar animais na rua é proibido.

Na primeira administração do prefeito Edson Neves, entre 1993 e 1996, havia um setor da prefeitura responsável pela apreensão de animais que estivessem pastando pelas ruas do município. Para ter os animais de volta, os proprietários tinham de pagar uma multa.

Na época, a medida teve um impacto bastante positivo, visto que houve uma grande diminuição da quantidade de animais “vagando” pelas ruas de Ubatã. Já é hora de colocar a medida em prática novamente.