Aldenor: frustração com a perda do prêmio


O vendedor de balas e chicletes Aldenor da Silva Brito, de 45 anos, acertou as seis dezenas do sorteio da Mega da Virada na noite de sexta-feira (31). Morador de Boca do Acre (AM), ele já se julgava o homem mais sortudo do mundo, ou pelo menos do Brasil, mas teve que amargar uma decepção do tamanho do Rio Amazonas. De acordo com o G1, o apostador de primeira viagem não conferiu os volantes com os jogos. Segundo conta, foram anotadas dezenas suficientes para sete apostas, mas apenas seis teriam sido computadas pela lotérica. “Eu perguntei para o funcionário se estavam todos os jogos ali naqueles papéis, mas não olhei um por um. Acho que falhei, mas a máquina da lotérica pode ter falhado também”, considerou. Assim, o baleiro não foi um dos quatro sortudos que dividiram o prêmio de R$ 194,3 milhões, e o dinheiro foi parar bem longe: Cariacica (ES), Belo Horizonte (MG), Fazenda Rio Grande e Pinhais, ambas no Paraná. Cada um ficou com R$ 48.598.800,01. Deve demorar um tempinho para ele juntar essa grana toda vendendo chicletes, mas Aldenor é brasileiro, e não desiste nunca.

Fonte: Bahia Notícias