O juiz Ruy Eduardo Almeida Britto, da 6ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça (TJ-BA), acabou de expedir uma liminar que proíbe a participação de jegues e cavalos no cortejo da Lavagem do Bonfim. A autora da ação é a Ordem dos Advogados do Brasil, secção Bahia (OAB-BA), em conjunto com entidades de proteção aos animais.

(Rafael Rodrigues)