No final de dezembro, em entrevista a FM Ubatã, o prefeito de Gongogi, Altamirando de Jesus Santos, mais conhecido como Sapão, afirmou que seria efetuada a última parcela do depósito do 13º salário na conta dos profissionais da educação (exceto professores, que já haviam recebido). Além disso, o prefeito afirmou, também, que seria pago um abono salarial a TODOS os funcionários da educação, dinheiro oriundo de uma verba extra.

O prefeito realmente cumpriu o prometido, e efetuou o depósito referente ao abono salarial. No entanto, de acordo com duas fontes ouvidas pela nossa redação, quando venceu o salário dos professores corresponde ao mês de dezembro, Vossa Excelência alegou que o depósito não se referia ao abono salarial e, sim, ao salário do mês de dezembro, pois não havia nenhum dinheiro em caixa. O terço de férias também não foi pago ainda.

Como o arrocho salarial marca a carreira dos docentes, os professores gastaram por conta, contraíram dívidas, e a agora perceberam que caíram no conto do vigário.


Redação Ubatã Notícias