Ronaldo Fenômeno apresentou a sua defesa em processo que responde na Justiça do Rio de Janeiro. A empresa do jogador, a RDNL, é acusada de construir uma praça de alimentação sem licença municipal em terreno ao lado da Universidade Estácio de Sá, em Jacarepaguá (RJ).
Os advogados de Ronaldo afirmam que existe sim um procedimento administrativo na prefeitura do Rio de Janeiro para legalizar a construção.
A defesa também afirma que a ação quer constranger “uma figura mundialmente conhecida”.

Por Lauro Jardim