Os passageiros do aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, sofrem um calor dos infernos em épocas normais. E agora, no verão, o drama aumenta. Passageiros são obrigados a utilizar leques, revistas e jornais – ou ventilador portátil – porque o sistema de ar-condicionado do terminal simplesmente não funciona. Um passageiro contou 11 aparelhos de ar quebrados. “Se algum funciona, só se for o da administração”, ironiza a vítima.

O aeroporto recebe uma média de 300 mil passageiros, por ano.

Fonte: Pimenta na Muqueca