A Caco de Telha, empresa de Ivete Sangalo, está na mira da Justiça. O ex-baterista da banda da cantora, Toinho Batera, move ação trabalhista contra a empresa e acusa os ex-patrões de usarem métodos ilegais de pagamento. Quem comanda a holding é Jesus Sangalo, irmão de Ivete. O empresário, segundo a assessoria de imprensa, está “em férias” desde novembro. Ele negou ter sido afastado dos negócios pela irmã, durante entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

“Não fui asfastado da Caco. Tem uma questão de foro íntimo. Tô tentando ter filho. Tenho dificuldade em produzir espermatozóides e preciso fazer um trabalho duro do ponto de vista científico. Quanto ao processo do baterista, é uma questão normal de empresa. Uma acusação dessa, ele tem que ter exame de corpo de delito. Tenho 46 anos e não há histórico na minha vida de agressão. Quanto ao problema de sonegação fiscal, tenho declaração de Imposto de Renda. A matéria é fantasiosa. Tá tudo joia, graças a Deus. Não existe rombo. Quem estaria interessado em anunciar seus produtos com uma pessoa que está sob análise? Pergunte a todas [as empresas] que têm contrato conosco: Schincariol, Garnier, TAM. Tá tranquilo. Ivete é minha filha, meu amor! Cuido de Ivetinha desde que ela tinha dois anos. Nunca brigamos. Estou afastado, mas continuo trabalhando. Fico no telefone”, afirmou Jesus

Fonte: Bahia Notícias