A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Feira de Santana, repudiou nesta sexta-feira (11) a ação de dois policiais militares contra um jovem de 15 anos, na Avenida João Durval, no centro da cidade. “A Polícia Militar não pode atuar de forma truculenta e intempestiva como atuou”, criticou Osvaldo Torres, presidente da entidade em Feira. Ele afirmou ainda que não cabe a OAB uma ação judicial, mas enviará um ofício de repúdio pelo ocorrido ao Comando da PM no município, e soliciatará uma punição exemplar aos autores, do que chamou de “barbárie”. Já o Comando da PM na Bahia, em nota, considerou o episódio lamentável, e determinou o afastamento imediato dos policiais envolvidos, além da abertura de Processo Administrativo Disciplinar (PAD), e um inquérito policial militar para apurar o fato na esfera criminal.
Fonte: Bahia Notícias