O artigo 213 da Lei Orgânica Municipal previa a gratuidade do transporte dos estudantes de Ubatã num raio de 150 km. No entanto, um benefício fomentador da educação e cultura foi retirado da lei por iniciativa do ex-prefeito Daí da Caixa.

Pois bem, passados pouco mais de 4 anos, a presidenta da Câmara de Vereadores de Ubatã, a edil Cássia Mascarenhas, enviou novamente a Casa uma emenda que possibilitará a reincorporação do artigo 213.

Trocando em miúdos, com a iniciativa da vereadora, os estudantes de Ubatã, caso a emenda passe na Câmara, voltarão a ter direito a transporte gratuito num raio de 150 km.

O artigo prevê, ainda, que a lei atenda a todos os estudantes, sem distinção de grau ou nível de escolaridade. Em conversa informal com a nossa redação, a vereadora Cássia Mascarenhas antecipou a nossa equipe que conversará com o chefe do executivo municipal sobre a possibilidade da compra de um ônibus novo.

Na atual gestão, os estudantes de Ubatã não têm pagado o transporte intermunicipal, no entanto a emenda visa a regulamentar o benefício.

De acordo com a presidenta da Câmara, o objetivo da emenda é corrigir um equívoco do passado, tido até como um retrocesso cultural e intelectual. Então, mãos, ou melhor, canetas a obra, vereadores.

Redação Ubatã Notícias