Em reunião realizada ontem (16) à noite, na Câmara Municipal de Vereadores de Ubatã, a Associação de Professores Licenciados da Bahia – APLB decidiu, em assembleia, que caso o executivo não pague o terço de férias referente ao exercício de 2010 até sexta-feira (18), haverá uma paralisação (de 24h) da categoria na segunda-feira (21).

Cerca de 100 professores do quadro efetivo do município participaram da assembleia. Caso haja mesmo a paralisação, será realizada uma nova assembleia para decidir quais os procedimentos serão adotados pela categoria.

A APLB enviou uma pauta de reivindicação ao prefeito Edson Neves. Tal pauta solicita o cumprimento integral do plano de carreira, que reza, dentre outras coisas, sobre a mudança de nível e os títulos na progressão e valorização da careira, benefícios estes que, de acordo com o sindicato, não estão respeitados.

O chefe do executivo municipal deve ser informado nesta manhã (17) acerca da decisão da APLB.

Redação Ubatã Notícias