Vereador Hélder Pimentel

A votação das contas do ex-prefeito Adailton Ramos Magalhães, conhecido como Dai da Caixa, tem promovido uma verdadeira articulação política. As contas já vieram reprovadas do Tribunal de Contas dos Municípios, e o ex-prefeito precisa de 2/3 dos votos da Câmara de Vereadores para não ficar inelegível por 8 anos.

Os edis Hélder Pimentel e Cássia Mascarenhas, apesar de ocuparem lados opostos no legislativo – oposição e situação, respectivamente – votarão da mesma forma na sessão que decidirá o futuro político de Dai da Caixa: ambos confirmaram a decisão do TCM, ou seja, votarão pela reprovação das contas.

Vereadora Cássia Mascarenhas

A presidenta da Câmara de Vereadores de Ubatã, a edil Cássia Mascarenhas, afirmou a nossa redação que confirmará sempre a decisão do TCM. Já o vereador Hélder Pimentel ressaltou que o TCM analisa as contas com base em critérios técnicos, assim não há razão para a Câmara aprovar as contas do ex-prefeito.

O certo é que Dai da Caixa vai precisar de muita articulação política para conseguir aprovar as suas contas.

Redação Ubatã Notícias