O prefeito da cidade baiana de Valença, Ramiro Campelo de Queiroz, deixou a cidade no início da noite de quinta-feira (24), depois de um protesto popular contra a violência na cidade. A medida foi uma recomendação da polícia do município, para garantir a segurança e a integridade física do prefeito.
“Fui escoltado até o ferry boat, de onde segui para Salvador, por orientação da polícia. Minha casa é muito simples, sem muros, e fica muito exposta. Minha família ficaria suscetível”, afirma ao G1.
O prefeito não nega a preocupação com a onda de violência na cidade. Com pouco mais de 88 mil habitantes, a cidade está entre os três municípios do interior baiano com o maior índice de violência, segundo Queiroz. “Temos enfrentado aqui muitos assaltos a mão armada, e alguns acabam em morte. Já estamos trabalhando para melhorar isso, e há um projeto para a urbanização da periferia. Porque, com a péssima pavimentação, a ação policial fica mais difícil e as áreas se transformam em grandes esconderijos para os criminosos”, diz.

Fonte: G1