Fico a me perguntar: Até quando será necessário, no Brasil, na Bahia e em Ubatã usar de pressão política para ter direitos previsto na Constituição Federal.
Todo esse tempo e dinheiro gasto em reuniões, manifestações, debates políticos, etc… poderiam ser melhor empregados em discussões sobre como melhorar os serviços públicos de saúde pública e educação, todos extremamente precários em Ubatã.
Não há relação ou comparações a ser feita com o passado e/ou outros municípios, temos que comparar tal situação com os melhores exemplos.

Quanto tempo faz da última consulta pública em Ubatã para se discutir e identificar os anseios da população quanto aos serviços publicos municipais, obras públicas, programas sociais, etc…?

Ubatã cresce, não por competência de gestores/políticos locais, que tem o dever ético de trabalhar para isso. Cresce por consequência do crescimento economico de outras regiões do Brasil.

O momento oferece oportunidades investimentos em Ubatã, investimentos públicos e privados fundamentais para garantir o desenvolvimento da cidade.

Alexandre Curriel

http://alexandrecurriel.blogspot.com