Os estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) que residem em Itabuna reclamam do sofrimento diário quando precisam pegar o busão para ir pro campus. Os ônibus estão sempre superlotados nos horários de pico e facilmente são confundidos com verdadeiras “latas de sardinha móveis” motorizadas, tamanho o aperto e esfrega-esfrega de passageiros. O alvo é a Rota Transportes, que detém o monopólio da linha Itabuna-Salobrinho. Como a Agerba parece fechar os olhos para o caso antigo, fica tudo – sempre! – na mesma.
Fonte: Pimenta na Muqueca