Gongogi é realmente uma cidade a frente do seu tempo. Em 12 anos, o Tribunal de Contas dos Municípios – TCM – rejeitou 11 vezes as contas da Prefeitura. Um recorde, que evidentemente não é para ser comemorado.

Entre os anos de 1998 e 2009 apenas em 2008 o Tribunal não rejeitou as contas da Prefeitura de Gongogi. Motivo: as contas ainda não foram julgadas pelo TCM.

Nas 11 vezes em que as contas foram rejeitadas pelo TCM, a cidade foi governada por Roque Rocha Monteiro, Milton Pereira e Altamirano de Jesus Santos, conhecido como Sapão.

A verdade é que independente de quem governe Gongogi a realidade é sempre a mesma: o TCM reprova as contas da prefeita. Perseguição do TCM? Será? Tirem suas conclusões!

Redação Ubatã Notícias