A comissão especial da reforma política no Senado aprovou o fim da reeleição e mandato de cinco anos para presidente da República, governadores e prefeitos, na tarde desta quinta-feira (17). A nova medida seria válida para os eleitos a partir de 2014, então quem está no cargo hoje poderia tentar a reeleição mais uma vez. Assim, caso houver reeleição da presidente Dilma Rousseff, ela exerceria um mandato de nove anos, já que o segundo teria duração de cinco. O presidente da comissão, Francisco Dornelles (PP-RJ), e o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) foram os únicos a defender o modelo atual, de quatro anos, com direito à reeleição. Já o senador Itamar Franco (PPS-MG) dói uma das principais vozes pelo fim da reeleição.

Informações do Estadão