O crime de formação de quadrilha dos indiciados no processo do mensalão irá prescrever justamente na semana em que a causa começará a ser julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com matéria do jornal Estado de S. Paulo, o julgamento está marcado para a última semana de agosto, cinco anos após o STF aceitar a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), que cita o crime de formação de quadrilha por mais de 50 vezes – entre os 38 réus do processo, 22 respondem pelo crime. Apontado pelo Ministério Público como o “chefe” do esquema, o ex-ministro José Dirceu está mais próximo da absolvição. Segundo ministros consultados pelo jornal, será praticamente impossível encontrar provas suficientes para condenar José Dirceu por corrupção ativa. Com a prescrição do crime de formação de quadrilha, nada sobraria contra ele no tribunal.

Fonte: Bahia Notícias