Documento de doação do terreno

Foi ouvido hoje (07), no fórum de Ubatã, Almir Vinhas, chefe do cartório eleitoral. A ação foi movida por Agilson Muniz, e diz respeito a um terreno doado a Vinhas pelo atual prefeito Edson Neves, terreno este doado cerca de 4 meses depois da campanha eleitoral.

Os advogados de Agilson Muniz argumentam que a doação pode ter ocorrido para que o chefe do cartório beneficiasse o então candidato a prefeito Edson Neves durante o período das últimas eleições.

De acordo com o advogado Sanzo Biondi (advogado de Agilson Muniz), o chefe do cartório argumenta que comprou o terreno de um corretor de imóveis, mas este não se encontra mais na cidade. Assim, para agilizar a situação, foi feita a doação do terreno pelo então candidato a prefeito Edson Neves. Biondi afimou, no entanto, que tal fato precisa ficar provado

Além do chefe do cartório, testemunhas também foram ouvidas de ambas as partes. Até o fechamento desta matéria ainda estava havendo a audiência no fórum, mas o processo corre em segredo de justiça.

Redação Ubatã Notícias