Hoje (09), por volta das 16:30h, o marginal Derisvaldo Bonfim dos Anjos, vulgo Dere, acusado de cometer pelo menos uma centena de furtos na cidade, teve a mão direita quase decepada por uma facão.

Apesar de o ferimento, Derisvaldo ficou escondido na Rua da Várzea, “tradicional” reduto de venda de drogas na cidade, e não iria ao hospital. A PM realizou diligência no local, e conseguiu conduzir Dere para passar por atendimento médico.

De acordo com o próprio Dere, um rapaz conhecido como Dim, morador de Itabuna, foi quem quase decepou a sua mão. A confusão teria iniciado porque o itabunense havia mexido com a mulher de Dere, que não gostou e foi tomar satisfação.

O mais curioso é que, apesar de Dere ter cometido diversos furtos, roubos e até assaltos na cidade, não havia nenhum mandado de prisão expedido pela justiça. Assim, Dere já se encontra na Rua da Várzea novamente, pronto para agir…

Redação Ubatã Notícias