Walcyr Carrasco decidiu comentar em seu blog as declarações de Carolina Dieckmann a respeito de não deixar os dois filhos verem TV aberta, e sim somente canais fechados.
Alguém perguntou se ele escalaria a atriz para uma de suas novelas e o autor deu uma sincera e coerente opinião .
Disse, entre outras coisas, que sente pena de Dieckmann por ter de trabalhar em TV aberta e detestar… Que o fato de fazer críticas à TV aberta, que a fez famosa e ainda lhe dá o sustento e a ajuda a ganhar por fora em comerciais de televisão, por exemplo, é ingratidão…
E, para finalizar, ainda falou que ela pode estar insegura com a possibilidade de os filhos não gostarem de sua interpretação…

Veja trechos do que Walcyr escreveu:

– Cada um escolhe o que quer. Mas me estranha tal declaração de uma atriz que fez toda a carreira na TV Aberta. Fiquei com pena de Carolina. Deve ser horrível trabalhar em um meio que ela não suporta, a ponto de pedir que seus filhos não assistam. Mas também, falar isso publicamente não soa como…ingratidão? Carolina Dieckmann seria conhecida do país todo se fosse, por exemplo, garçonete? (Com todo o respeito às garçonetes, é claro). Ela não tem pelo menos uma dívida de gratidão com a televisão que paga seu salário e a fez famosa, o que também lhe abre caminhos para comerciais bem remunerados? Ou será insegurança da Carolina? Teme que seus filhos não gostem de suas interpretações nas novelas? (Fabíola Reipert)