Arifinto foi fotografado acessando conteúdo pornográfico dentro do plenário

Um parlamentar da Indonésia renunciou ao mandato, nesta segunda-feira (11), depois ser flagrado assistindo a um vídeo pornográfico em pleno parlamento. Conhecido como Arifinto, o deputado é membro do Partido da Justiça Próspera Islâmica (PKS), tido como principal responsável pela aprovação de leis contra a pornografia no país do sudeste asiático. O deputado foi fotografado enquanto apreciava cenas de sexo explícito em um tablet, na última sexta (8). Ele disse ter aberto “sem querer” um endereço de internet em um e-mail, que o teria levado até as imagens.
Em entrevista coletiva nesta segunda, Arifinto lamentou o ocorrido. “Peço desculpas a todos os membros do meu partido e do Parlamento pela recente cobertura da mídia. Continuarei a trabalhar por meu partido, mas continuarei também a melhorar a mim mesmo, com penitências, lendo o Alcorão [livro sagrado dos muçulmanos] e pedindo orientações”, declarou. A Indonésia é um estado laico, com longa tradição de tolerância, mas, nos últimos anos, grupos islâmicos conservadores passaram a se manifestar contra determinadas práticas, e tornaram a pornografia um dos principais testes para a influência da religião na política do país. Por conta do flagrante, Arifinto pode sofrer sanções e punições por leis feitas pelo seu próprio partido. Informações da BBC Brasil.