Wesley Faustino com os canoístas Mathias e Caique na etapa 2011 de Ubaitaba

O canoísta Mathias Oliveira, campeão desde os 11 anos, conta que está frustrado com a canoagem ubatense. “Vou treinar em Ubaitaba, diariamente, por falta de estrutura em minha cidade. Graças a Deus agora saiu meu Bolsa Atleta (federal), que está facilitando as coisas”, diz Mathias.

Segundo Mathias, antes quem pagava o deslocamento dele e do também canoísta Robson Soares até Ubaitaba era Wesley. “É um amigo que sempre nos ajuda. Se não fosse ele já tinha acabado tudo”, revela, emocionado, o canoísta campeão baiano, brasileiro e duas vezes o sul-americano.

Mathias lembra também que Ubatã precisa realizar eventos de canoagem para incentivar a prática do esporte, principalmente entre as crianças, futuros canoístas de amanhã. “Através de Wesley, solicitei junto ao presidente da Febac, que organize uma etapa do Campeonato Baiano, em Ubatã. Ele me informou que está em processo de organização e que deve ser realizada no início de maio”, disse.