Por falta de quórum, deixou ontem (14) de ser votado um relevante projeto de autoria do vereador Paulo Silva. Trata-se do Projeto de Lei do Legislativo Nº002/2011, que visa a transformar a Associação Beneficente Vida Nova numa instituição de utilidade pública.

A Vida Nova tem por objetivo as ações concretas de prevenção, tratamento, intervenção, recuperação, reinserção social, ocupacional e atuação política relacionada à dependência química.

O Projeto de Lei do Legislativo Nº002/2011, que considera a Associação Beneficente Vida Nova – ABVN – uma entidade de utilidade pública, ao ser aprovado será a oportunidade para que o Chefe do Executivo possa assinar um Convênio de Cooperação entre a Prefeitura e a ABVN, repassando, de forma legal, verbas ou até mesmo material de construção para que a referida Associação possa cumprir seu objetivo na sociedade de prevenção, tratamento, recuperação e reinserção social de dependentes químicos.

Mas nem a votação de um projeto tão relevante consegue sensibilizar alguns vereadores. O caso é sério!

Redação Ubatã Notícias