Jaildo Pereira – Ubatense que dá orgulho

“Nasci em Jequié, mas fui criado e estudei em Ubatã. Tenho Ubatã no Coração”, frisa Jaildo Pereira, filho de dona Marina Santos Pereira, ex-funcionária da Prefeitura Municipal de Ubatã. Depois de terminar o segundo grau no Colégio Estadual de Ubatã, passou no exame da Escola Média de Agropecuária Regional da CEPLAC (EMARC de Uruçuca) onde se formou técnico em Agrimensura. Em seguida trabalhou um breve período em Ipiaú antes de se transferi para Salvador onde, além de trabalhar, ingressou na Universidade Federal da Bahia no curso de Engenharia Civil. Jaildo é irmão de Jane, proprietária da Rede de Lojas Marina Fashion.

Concluiu o curso de Engenharia Civil no período mínimo (9 semestre) em 1992, quando foi contratado por uma empresa de projetos e consultoria na área de recursos hídricos onde trabalhou por dois anos até ser aprovado para ingressar no programa de pós-graduação em recursos hídricos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, um dos melhores cursos do País. Em 1996 recebeu o grau de mestre em recursos hídricos e saneamento ambiental obtendo a nota máxima de cada um dos avaliadores.

Em 1998 obteve uma bolsa de estudo concedida pela FAO/ONU para estudar na Universidade Politécnica de Madri, onde obteve o grau de especialista em economia e política para agricultura irrigada. Em 1999, por ocasião do 65º aniversário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, recebeu uma homenagem dessa universidade, como reconhecimento pela sua contribuição ao desenvolvimento do conhecimento técnico-científico na área de recursos hídricos. Ingressou no programa de doutorado do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e desenvolveu uma parte de sua tese na École National des Pontes et Chaussées, em París, uma das escolas de engenharia mais prestigiosa do mundo, em 2002 recebeu o título de doutor em gestão de recursos hídricos.

De volta ao Brasil atuou como consultor de diversos organismos internacionais, como Organização dos Estados Americanos (OEA), FAO, Banco Mundial, etc. Atuou como assessor técnico no Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), no Ministério do Meio Ambiente, na Secretaria de Meio Ambiente da Bahia, entre outros.

Atualmente, é Professor Adjunto da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, onde coordena o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/UFRB) e o Núcleo de Pesquisa em Engenharia Sanitária e Ambiental (NUPESA/UFRB), participa de grupos de pesquisas em recursos hídricos de diversas Universidades Federais e, sobretudo, é um grande sonhador quanto às perspectivas de ainda ver um melhor futuro de Ubatã. Por essas razões, conclui, que apesar de já ter morado em tantas cidades diferentes, sempre carrega Ubatã no coração.