Chega a 24 horas o tormento da jovem de 21 anos mantida em cárcere privado pelo ex-marido desde a manhã de segunda-feira (18), em Aracaju, Sergipe. No início da noite, a polícia cortou a energia elétrica da residência onde José Elísio, de 24 anos, mantém refém Cristielane Caetano Mota Santos.
Inconformado com a separação, o homem decidiu render a ex-mulher logo depois que ela levou o filho de cinco anos à escola. A refém foi ferida de raspão na perna por um tiro e, por volta das 23h40, o sequestrador permitiu a entrada de uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) para fazer o curativo.
De acordo com agentes policiais, o rapaz permanece na mesma posição, deitado em cima da refém e com a arma apontada para a cabeça dela. Elísio sugeriu liberar a ex-mulher em troca do ex-sogro, mas o pedido foi descartado. A polícia não pretende invadir o local e espera vencer o seqüestrador pelo cansaço.
Informações do jornal O Globo