O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), que inspirou o filme Tropa de Elite 2, terá de sair do Brasil refugiado para não morrer como a juíza Patrícia Acioli. Segundo matéria do jornal O Globo, o Ministério Público e o Disque-Denúncia registraram, em pouco mais de um mês, sete denúncias de que várias milícias planejam o assassinato de Freixo.

Como mostrou o Tropa de Elite 2, o parlamentar foi presidente da CPI das Milícias, que, em 2008, provocou o indiciamento de 225 pessoas, entre políticos, policiais militares e civis e bombeiros. Freixo deixará o pais na terça-feira (1º) com a família a convite da Anistia Internacional. Atualmente, o deputado só anda escoltado por seguranças. Ele é pré-candidato a prefeito do Rio de Janeiro.

Redação Ubatã Notícias