Decreto permitirá que Prefeitura contrate empresas sem licitação

O prefeito Edson Neves (PSD) decretou, no último dia 23 de novembro, mas publicado somente no dia 30 de novembro no Portal Oficial, situação de emergência no município. O ex-prefeito Agilson Muniz (PCdoB) já havia usado o mesmo expediente quando reassumiu o executivo em julho deste ano.

A Prefeitura de Ubatã fundamentou, por meio de 25 argumentos, a causa do decreto de situação de emergência, que permitirá ao executivo contratar empresas e serviços sem licitação. Uma verdadeira “mão na roda”. Dentre as razões elencadas, destaca-se a total e caótica situação de depredação do patrimônio público.

O decreto terá validade de 90 dias, prorrogáveis por igual período. Na mesma publicação do Portal Oficial, o prefeito Edson Neves exonerou todos os secretários municipais do governo Agilson Muniz e todos os contratos firmados pela administração anterior.

Redação Ubatã Notícias