Os edis Helder Pimentel (PMDB), Durval Borges (PSB), César Sales (PSDB) e Fernando Fernandes (PR), em sessão realizada ontem (15), solicitaram que a Lei Orçamentária Anual (LOA) fosse retirada de pauta. A reivindicação foi atendida pela presidenta da Câmara, a edil Cássia Mascarenhas (PMN).

Os vereadores condicionaram a votação da LOA à revogação do Decreto nº 79, que decreta a situação de emergência no município. O decreto foi assinado pelo prefeito Edson Neves (PSD) em meados de novembro, e permite que a Prefeitura de Ubatã contrate empresas sem licitação, uma verdadeira “mão na roda”.

O decreto emergencial tem sido motivo de muita polêmica na cidade, inclusive o vereador Helder Pimentel apresentou uma Moção de Repúdio contra ele, mas não foi aprovado pela maioria dos edis. A LOA precisa ser votada ainda este ano em sessão extraordinária.

Redação Ubatã Notícias