Greve da PM completa 10 dias

Os policiais militares da Bahia decidiram manter a greve da categoria após assembleia realizada hoje (09) pela manhã no Sindicato dos Bancários, no centro de Salvador. A decisão foi tomada após a desocupação da Assembleia Legislativa da Bahia e a prisão do líder do movimento grevista, Marcos Prisco.

Para encerrar a greve, os policiais exigem que o Governo do Estado passe a pagar a Gratificação por Atividade Policial IV (GAPIV) a partir de março deste ano e que revogue as prisões que foram decretadas pela Justiça baiana. Os grevistas convocaram uma nova assembleia para hoje (09), às 16h, informa o Correio.

Redação Ubatã Notícias