Conflitos em Pau Brasil continuam

Do Bahia Notícias

A Fundação Nacional do Índio (Funai) afirmou nesta terça-feira (24) que membros da etnia pataxó hã-hã-hãe foram expulsos a tiros, na madrugada de domingo (22), de cinco das 12 propriedades invadidas recentemente em Pau Brasil, no extremo-sul baiano. De acordo com o coordenador regional da Funai, Wilson de Souza, pistoleiros chegaram e atiraram contra as fazendas onde os índios dormiam e atearam fogo a roupas.

O líder do grupo atacado, Gerson Umaty Pataxó, disse ao jornal Folha de S. Paulo que cerca de 600 nativos foram obrigados a “correr para o meio do mato”, mas não houve feridos. No final de semana, o conflito teve uma escalada na violência. Um funcionário de um latifúndio morreu com um tiro na cabeça e um indígena foi baleado na coxa, além de um caminhão incendiado. Os autores de ambos os disparos ainda não foram identificados.