Wesley Faustino diz que prefeito é corrupto

O UN entrevistou nesta sexta-feira (4/5), o ubatense Wesley Faustino, que protocolou no Ministério Público (MP) uma representação solicitando a suspensão da micareta de Ubatã que está prevista para acontecer nos dias 18, 19 e 20 próximo. No programa “Fala, Prefeito!”, da FM de sua propriedade, direto do Programa Prefeitura nos Bairros, o alcaide Edson Neves da Silva (PSD) não poupou o denunciante e disparou vários adjetivos para desqualificá-lo.

UN: O prefeito disse que você é uma pessoa frustada, recalcada e sem expressão politica. O que achou destes adjetivos?

WF: Dou risada. Não estou na política para me beneficiar financeiramente como ele. Sou um gestor público experiente, que já exerceu cargos nas três esferas do governo e no legislativo. Fui diretor geral da Secretaria do Meio Ambiente do Estado (Sema); Assessor Técnico na Codeba, empresa ligada ao Ministério dos Portos; chefe de gabinete na Superintendência do Meio Ambiente de Salvador(SMA) e chefe de gabinete na Câmara de Vereadores de Salvador, entre outros cargos. Se com um curriculum deste, eu não estiver expressão politica. E é bom frisar, que minhas contas nos quatros anos à frente da Sema foram aprovadas pelos Tribunal de Contas do Estado (TCE). Não precisei de intervenção do legislativo, como é comum em Ubatã. Também não tenho nenhum processo de desvio de dinheiro público, como ele e a esposa, Hercília Silva. Tenho expressão politica, sim, e sou honesto, ao contrário dele e da esposa que são acusados de desviar dinheiro público em Ubatã.

UN: O prefeito disse que você não pontua nas pesquisas e que ele vem crescendo e a rejeição diminuindo.

WF: Não sei que pesquisa é esta. Se ele mandou fazer pesquisa tem que registrar e se está divulgando sem registrar merece ser punido. Agora, se ele fez e for uma pessoa honesta, o que ele não é, que tenha a coragem de registrar e divulgar para os ubatenses verem o índice de rejeição dele. Ouvir os comentários na rua que está com 56% de rejeição. Este cara é detestável. Só esta administrando Ubatã porque a justiça lhe deu o mandato. Aposto o que ele quiser que no voto nunca senta na cadeira do prefeito. Ubatã não quer corrupto administrando a cidade.

UN: Corrupto, como assim?

WF: Este senhor é ficha suja. Aliás, ele e a esposa. Tem um processo no Tribunal de Contas da União (TCU), por desvio de R$ 235.381,00 (Duzentos e trinta e cinco mil, trezentos e oitenta e um reais), sem correção, referente ao processo nº 3502/96, que Edson Neves da Silva prestou contas como se tivesse gasto com a construção da escola denominada Bom Jesus, situada na rua G, bairro Júlio Aderne. Os fiscais constataram que neste local  não existe nada. Na defesa, Edson Neves alegou que usou o dinheiro para reformar outras escolas. O TCU não aceitou e condenou. Para onde foi este dinheiro? É uma escola fantasma. Como se chama isto. Mágica com o dinheiro público? A esposa dele foi contemplada no Mapa da Corrupção da Bahia (www.prba.mpf.gov.br/mapa-das-acoes-de-improbidade-na-bahia). É a família unida para usurpar o dinheiro de Ubatã. No processo do Ministério Público Federal (MPF), nº 2009.33.08.000903-0, cujo assunto é dano ao  Erário – Improbidade Administrativa, acusa a atual primeira dama de lesar a antiga Fundação Hospitalar de Ubatã, que administrou o hospital por anos. Duas áreas que deveriam ser prioritárias: educação e saúde. Eles ao invés de investirem nos ubatenses, preferiram investir neles mesmos  desviando o dinheiro dos ubatenses. E tem mais.

UN: Há ainda outras irregularidades?

WF: Cadê o 1 milhão de reais que o banco Bradesco pagou a PMU para ter as contas dos funcionários? Precisa ter transparência. Porque desde que o vereador Helder Pimentel o denunciou ele não disse nada. Onde ele gastou quase 900 mil em preservação ambiental? Porque ele não justificou o valor de 5,6 milhões que denunciei que não consta no Relatório de 2011? O Banco do Brasil informa que enviou mais de 20 milhões e ele só informou que recebeu pouco mais de 13 milhões. Porque não mostra onde errou e conserta? Será que as diárias pagas em dobro foram devolvidas? Isto tudo denota desonestidade. Porque ele não é transparente com as contas públicas?

UN: Você acha que o juiz vai aceitar a denúncia sobre a Micareta?

WF: Se o juiz analisar friamente a representação, vai ver que não tem conotação politica e é um clamor da maioria da população de Ubatã. O comércio, a população, os estudantes, a maioria das pessoas é contra. Isto é um capricho do prefeito. Ele governa Ubatã como se fosse a casa dele. Faz o que quer. Digo isto porque a Câmara de Vereadores, exceto o vereador Helder Pimentel, não toma nenhuma atitude. Então, assim com certeza acatará. O juiz não vai ser conivente com um desmando deste. Nessa quinta-feira(03) uma pessoa me disse que a amiga foi  para o hospital acidentada e não tinha nem médico nem gases. Rasgaram um lençol para colocar na perna da paciente. No dia 2 de maio, um jovem mandou pelo Facebook, um depoimento dizendo que a mãe passou mal, foi para o hospital e não tinha médico. Voltou para casa sem atendimento Isto é um desmando. Como fazer festa deste jeito? Ainda vai acontecer de morrer algum ubatense, que pode ser eu, você ou alguém da nossa família, por falta do primeiro atendimento no hospital. A família do prefeito não vai lá, porque deve ter um bom plano de saúde. Então, que se dane os ubatenses. Além do abandono que se encontra a cidade, deixei claro que não se pode gastar um valor exorbitante deste numa festa, enquanto a cidade está com surto de dengue; a ambulância está quebrada e durante a semana  um senhor foi transportado na carroceria de um veículo utilitário até o hospital. A PMU tem débitos de 2 milhões com a Embasa e 314 mil reais com a Coelba, só da iluminação pública (as ruas). Se somar com dos imóveis passa dos 600 mil (a Coelba cortou o fornecimento de energia elétrica semana passada). Além destes, tem ainda a falta de pagamento dos diversos imóveis alugados. Aquele prédio onde funciona a biblioteca tem 18 meses de atraso, além da conta de água, o imóvel do Caps tem oito (8) meses, como também está com a água em atraso, além do imóvel onde funciona a assistência social e a Unidade Básica de Saúde. Aliás, todos os imóveis estão em atraso. Sem falar nos diversos funcionários passando necessidade pois estão com os salários atrasados e o décimo terceiro que eles receberam faltando dinheiro.  Mas na gestão de Edson Neves, maltratar os ubatenses é normal. Tenho arquivado várias matérias sobre os desmandos dele quando governou nos anos 90. Vou fazer um jornal para relembrar aos ubatenses e para os jovens terem conhecimento. Ele é campeão de cheques sem fundos.

UN: Mas o prefeito disse que as atrações da micareta estão pagas e usou  a verba das receitas próprias.

WF:  Então quer dizer que o dinheiro da arrecadação própria serve para pagar as bandas da festa e não serve para pagar os fornecedores de Ubatã, pagar aos proprietários dos imóveis, pagar aos médicos, enfermeiros, funcionários, pagar a Embasa e Coelba, pagar tudo que deve. Não entendi. Está vendo que este prefeito só que ver o mal dos ubatenses. Isto parece piada. Ele fala com a boca cheia que já pagou as bandas parecendo que está fazendo uma grande coisa. Pagou as bandas de fora que vão gastar o dinheiro nas  suas cidades e não paga aos ubatenses.  Ele acha que somos palhaços.

UN: O senhor se sentiu ofendido com o que disse o prefeito Edson Neves em entrevista?

WF: O que sai da boca de Edson Neves não deve ser levado a sério porque só sai mentiras. É uma pessoa sem credibilidade nos meios políticos. Ubatã é motivo de piada quando diz que o prefeito e ele.  Veja que ele está pagando o salário no dia 10. Isto está errado. E a verba do dia 30, ele faz o que?  Se esta festa acontecer, ai que a coisa vai piorar. Infelizmente, a justiça botou este ficha suja para governar a cidade. Isto ai sim me ofende, mas o que ele falou não. Edson Neves e titica de galinha para mim é a mesma coisa.