O SAMU de Ipiaú já realizou mais de 1.200 atendimentos

Do Giro em Ipiaú

A não aprovação por parte dos vereadores de oposição do projeto enviado pelo executivo municipal, de solicitação de suplementação orçamentária, poderá, dentro de pouco tempo, causar grandes transtornos à governabilidade, inviabilizando não só a construção de importantes obras, como calçamentos, pavimentação asfáltica, saneamento básico, quadras esportivas e praças, como também paralisar o SAMU, este que é considerado por toda a população como o maior e mais importante benefício realizado pela administração na história do município.

Inaugurado no dia 23 de setembro de 2011, o SAMU que deveria funcionar com o repasse de recursos dos governos federal (50%) e estadual (30%), vem sendo mantido exclusivamente com o dinheiro do município, já tendo realizado mais de 1.200 atendimentos nas duas modalidades: suporte básico e suporte avançado, salvando vidas e evitando sequelas irreversíveis em centenas de pessoas que sofreram acidentes de trânsito ou mesmo infarto e princípio de derrame cerebral.

O prefeito Deraldino alega que a oposição tem prejudicado o avanço de Ipiaú, no que se refere a pedido de suplementação, já que dos pedidos enviados àquela Casa, o primeiro recebeu 0,5% e no segundo 1%, numa clara demonstração de  perseguição política. Com essas atitudes políticas, a população começa a temer um regresso no município que ultimamente vem avançando em várias áreas.