Tomado pelo mato, com "estradas" e sem traves

Após pouco mais de dois meses após a briga judicial entre a Prefeitura de Ubatã e os representantes do Condomínio Laudelino José de Santana, o Campo do Aterro, tradicional palco de atividades esportivas e festividades da cidade, continua sem traves, com “valetas” abertas no meio do campo e tomado pelo mato.

O Condomínio Laudelino José de Santana queria lotear o terreno sob a alegação de que o campo do aterro foi doado ao município para que, no prazo de até dois anos, a Prefeitura construísse o estádio municipal. A doação foi feita em 1988, mas, como é de conhecimento público, o estádio foi construído em outro local.

A Justiça entendeu, no entanto, que o terreno onde está localizado o campo do aterro deve permanecer sob a tutela do município. A decisão Justiça foi comemorada por toda a população. Cabe à Prefeitura de Ubatã, agora, no mínimo colocar o campo em condições de jogo.

Redação Ubatã Notícias