Juiz ainda analisará pedido (Foto: Vinícius Machado)

O Ministério Público de moveu hoje (14) uma Ação Civil Pública com vistas a suspender a Micareta de Ubatã. O promotor de Justiça, Dr. Yuri Lopes de Mello, utilizou como fundamentação jurídica a defesa da saúde, do patrimônio público e a proteção aos servidores, informa o Notícias de Ubatã.

O representante do Ministério Público visitou hoje (14) as unidades de saúde do município e constatou diversas irregularidades. A matéria do Notícias de Ubatã diz ainda que o Promotor alegou atraso no pagamento de servidores e no pagamento de contas de água e energia do município para mover a Ação.

A Ação Civil Pública ainda passará pelo crivo do Juiz Titular de Ubatã, Dr. Antônio Carlos Maldonado Bertacco, que decidirá se a Micareta da cidade, que começaria nesta sexta-feira (17), realmente terá sequência. O prefeito Edson Neves (PSD) ainda não se manifestou sobre o assunto.

Redação Ubatã Notícias