Wesley continua criticando atual gestão

O UN conversou com o prefeiturável Wesley Faustino (PDT), responsável pela representação que originou a suspensão da  micareta de Ubatã pelo Juiz Dr. Antonio Carlos Maldonado, nesta terça-feira(15). Segundo Faustino, o Promotor e o Juiz compreenderam o objetivo da representação. “O prefeito está tirando este dinheiro de onde para gastar na festa, se as contas públicas do município estão todas atrasadas?”, questiona Faustino.

E continua. “Se o prefeito tem dinheiro para gastar na micareta, então por que ele não paga os débitos com os ubatenses, a exemplo dos aluguéis atrasados, salários dos contratados, deixa os ubatenses sem médicos e remédios, entre outros, simplesmente porque gosta de maltratar o povo desta cidade, só pode ser”, dispara.O prefeito Edson Neves da Silva (PSD) está em Salvador tentando uma Liminar no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) para realizar a micareta.

“É puro capricho. Se ele conseguir fazer a festa, a miséria vai ser no mês seguinte. Não vai ter dinheiro para pagar mais nada em Ubatã. Já não paga agora, imagina depois de tanto gasto”, frisa Wesley Faustino. “Deixo claro aos ubatenses que gosto de festa, mas prefiro o hospital funcionando, enfim a cidade funcionando como deve ser: uma cidade bem administrada. Hoje numa entrevista disse que se a cidade tivesse com as contas em dia, eu seria o primeiro a ir à festa”, informa.

Redação Ubatã Noticias