Sindicato quer aumento de 10% no ganho real, mais 4,88% de correção da inflação

Do Bahia Notícias

Em assembleia do Sindicato dos Professores da Bahia (Sinpro-BA) que acontece nesta terça-feira (29) no teatro Jorge Amado, na Pituba, os profissionais das escolas particulares decidiram pela greve por tempo indeterminado, segundo a diretora de comunicação do sindicato, Cristina Souto. Em entrevista ao Bahia Notícias, ela informou que a categoria discute estratégias de mobilização e que ainda não há um levantamento das principais escolas atingidas.

Anunciada na última sexta-feira (25), a greve já era dada como certa, já que, em reunião realizada nesta segunda (28) com representantes do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado da Bahia (Sinepe-BA), não se chegou a um acordo sobre as 58 reivindicações dos docentes. O grupo quer melhorias na assistência de saúde, segurança e melhores condições de trabalho, além do aumento de 10% no ganho real, mais 4,88% de correção da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).