Pré-candidato à Prefeitura de Barra do Rocha

O Ubatã Notícias entrevistou nesta terça-feira (29) o prefeiturável barrochense Luiz Sérgio (PSB), o professor Léo. Na entrevista, o pré-candidato falou sobre as costuras políticas, demandas do município e sobre a bandeira de seu possível governo. Confira.

UN – Muitos prefeituráveis, inclusive o senhor, vinham pleiteando o apoio do prefeito Jônatas Ventura, que acabou apoiando a vice-prefeita Vera Lúcia. O que levou o senhor a seguir os planos de chegar à Prefeitura de Barra do Rocha?

LS – O que me levou a continuar esse processo eleitoral foi a vontade do povo. As pessoas querem mudança, e dentre desse processo sinalizaram o nosso nome. Então, nos precisamos seguir a vontade popular e honrar aquilo que as pessoas têm confiado em nossa pessoa. Uma pré-candidatura que nasce da vontade do povo. A dinâmica da política requer uma outra dinâmica, pessoas que tenham uma formação, que entenda da máquina pública.

UN – Como estão as composições partidárias para as eleições municipais?

LS – Somos muito humildes quando procuramos fazer as composições partidárias, entendendo que todo partido político tem importância dentro do processo. Então, estamos negociando, buscando os apoios políticos. Entendemos que até as convenções fecharemos as composições para que a comunidade fique satisfeita. Estamos abertos para conversar com todos os partidos. Vamos buscar a melhor composição possível.

UN – Quais as principais demandas de Barra do Rocha hoje?

LS – As principais demandas são na infraestrutura, de políticas públicas para a juventude, a demanda da educação, de saúde, na área social. As demandas são buscar o interesse de todas essas áreas. Além disso, precisamos atender a zona rural, a saúde, a educação precisa chegar ao homem do campo, fortalecer o comércio da cidade.

UN – Qual fatia do eleitorado o senhor ainda precisa conquistar?

LS – As pesquisas realizadas demonstram que temos pontuado bem em todas as camadas sociais. É evidente, no entanto, que precisamos avançar ainda mais. Precisamos que todo o eleitor que acredita na nossa proposta conquiste mais um voto. Visitaremos todos os lares de Barra do Rocha, na cidade e na zona rural.

UN – Qual seria a bandeira de um possível governo Léo?

LS – Seria uma bandeira em que todas as camadas sociais tivessem participação ativa. É povo que apontará as carências. É evidente que já temos um projeto pré-elaborado, mas ouviremos o povo. A nossa bandeira seria a da educação, da saúde, do fortalecimento do comércio, da ação social, a formação continuada do professor. Já temos um plano pré-elaborado. Este projeto será ampliado com a participação popular.

UN – Pesquisas têm demonstrado que haverá uma polarização nas eleições municipais barrochenses. Como o senhor analisa este cenário?

LS – De fato, é possível perceber que as eleições serão disputadas entre dois candidatos. O eleitor precisa analisar o que representa mudança e melhoria para a sua cidade. Temos uma proposta inovadora, estamos entrando agora na política, mas já temos trabalhos prestados na cidade. O eleitor vai ter de analisar e pesar todos os fatores. Caberá ao eleitor a escolha da cidade que ele quer ter. Entendemos que no setor público não há espaço para erros. Então, o eleitor precisa pensar com cautela e escolher o melhor nome.

UN – Considerações Finais.

LS – Quero dizer a nossa comunidade que nossa proposta de trabalho foi elaborada pelo grupo, pelas pessoas que acreditam no nosso sucesso. Nasci em Barra do Rocha, sou de família simples e venho prestando serviços por esta terra. Cada pessoa dessa cidade nos conhece. A principal bandeira de nossa cidade deve ser Barra do Rocha. Obrigado a todos.