Cinco jovens morreram no acidente

Do Correio

O acidente que matou cinco universitários do Espírito Santo em abril deste ano na BR-101, no extremo-sul da Bahia, foi causado pelo excesso de velocidade, segundo laudo do Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas. O laudo foi concluído na terça-feira (29), segundo informações do Liberdade News.

De acordo com o laudo, o carro Punto, dirigido por André Gallão, vinha acima da velocidade permitida na via e perdeu o controle em trecho de curva pouco antes da ponte do rio Mucuri, e acabou caindo na água. O carro com os corpos dos estudantes foi encontrado no dia 24 de abril e encerrou uma busca de 4 dias pelo grupo de amigos, que estava desaparecido.

O laudo confirmou que quatro dos jovens morreram afogados depois que o carro descontrolado caiu em um rio – Amanda Oliveira, André Galão, Izadora Ribeiro e Rosaflor Oliveira. O quinto, Marlonn Amaral, foi jogado para fora do veículo depois que o cinto se rompeu, sofreu lesões e morreu a poucos metros do local do acidente por anemia aguda. O acidente aconteceu no KM 947,5 da BR-101 entre as cidades de Mucuri, na Bahia, e Pedro Canário, no Espírito Santo.