Novo gestor terá desafios hercúleos para pôr a "casa" em ordem

Ubatã tem pelo menos onze pré-candidatos ao executivo municipal e é, de longe, a cidade da microrregião que possui mais prefeituráveis. O vencedor do pleito eleitoral de outubro terá, no entanto, desafios hercúleos à frente do executivo municipal, pois o município passa por gravíssimos problemas em diversos setores.

A título de exemplo, Ubatã está entre as 10 prefeituras mais próximos da falência no estado, conforme estudo divulgado pela Firjan, ocupa a lanterna nos índices de saúde da região e, segundo o prefeiturável Wesley Faustino (PDT), deve mais de R$ 27 milhões. Esses são apenas alguns dos problemas.

Aliado a isso, avolumam-se dívidas com o comércio, com os locatários de imóveis e também com a Embasa e a Coelba. “Não há mais espaço para aventureiros na gestão pública. O município precisa de pessoas capacitadas, com visão a médio-longo prazo.” opina o gestor público Carlos Souza. O próximo prefeito, caso resolva colocar a casa de ordem, terá muito trabalho a fazer.

Redação Ubatã Notícias