Foto: João Gabriel Galdea

A determinação do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) de que o governo baiano deveria pagar o salário cortado dos professores que estão em greve há mais de 60 dias foi suspensa por decisão do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ari Pargendler, de acordo com o secretário estadual de Comunicação, Robinson Almeida, informa o Bahia Notícias.

Conforme relato do titular da Secom, a decisão saiu no final da tarde desta terça-feira (12) e revogou a liminar da desembargadora do TJ-BA, Lícia Laranjeira. Desde o dia 19 de abril que a Justiça havia determinado o pagamento do ordenado da categoria que reinvidica uma série de melhorias no plano de carreira e o reajuste de 22% nos seus vencimentos.

Redação Ubatã Notícias