Governador Agnelo Queiroz

O governador do DF Agnelo Queiroz (PT) colocou seus sigilos bancário, fiscal e telefônico “à disposição” da CPI do Cachoeira. Com seu gesto, aplaudido pela claque que o acompanha, Agnelo deixou vulneráveis os dados sigilosos do govenador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), que falara à CPI na véspera e recusara-se a abrir expontaneamente seus dados.

Na sequência do oferecimento de Agnelo, aportou na mesa da CPI um requerimento que pede a quebra dos sigilos dos dois governadores. Deve-se a iniciativa à representação do PDT na comissão. Aderiram ao pedido 16 congressistas. O documento deve ser levado a voto nesta quinta, quando a CPI realizará uma sessão administrativa. Mantido o número de adesões, o requerimento será aprovado.

Redação Ubatã Notícias