Prefeita acusa Banco do Brasil de favorecer prefeito afastado

A prefeita interina Cássia Mascarenhas (PMN) está tiririca com o Banco do Brasil, isso porque mesmo o banco sendo notificado do afastamento do prefeito Edson Neves (PSD), conforme atesta nota da alcaide enviada à imprensa, permitiu que o gestor realizasse operações eletrônicas e pagamento em cheques nas contas da Prefeitura.

A nota diz ainda que há claro favorecimento do Banco do Brasil em relação ao prefeito Edson Neves, e que tal favorecimento impossibilitou que fosse repassado o duodécimo à Câmara e também fosse realizado o pagamento dos servidores em atraso. A prefeita solicita à agência bancária que sejam estornar todas as operações realizadas nos dia 19 e 20, no valor de R$ 430.984,37.

Vários servidores que estão com salários em atraso foram à Prefeitura nessa quarta-feira (20) para reivindicar os seus salários. Nesta quinta-feira (21) a gestão Mascarenhas veiculará nota em carro de som sobre o assunto. A sede do executivo está aberta hoje (21), mas a prefeita em exercício despacha de sua residência.

Ler Nota

Redação Ubatã Notícias