Foto: Reuters

Do Bahia Notícias

O carioca Marco Archer Cardoso Moreira, 50 anos, deve “entrar para a história” de uma maneira negativa. Condenado à morte na Indonésia em 2004 por tráfico de drogas internacional, Marco deve se tornar, nas próximas semanas, o primeiro brasileiro a ser executado no exterior e o primeiro ocidental a cumprir a “pena máxima” da Indonésia, que não realiza execução desde 2008.

O presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, que participa da Rio+20, recusou o último pedido do executado em 2008, mas Marco já declarou qual seu desejo final antes de perder a vida: beber uma garrafa de Chivas Label. As informações são do jornal indonésio The Jakarta Post e da Folha de S. Paulo.