Prefeita diz que houve movimentações

A prefeita em exercício, Cássia Mascarenhas (PMN), rebateu as declarações do prefeito afastado Edson Neves (PSD), que negou, em entrevista ao Jornal A Tarde, edição impressa deste sábado (23), que tenha movimentado as contas da prefeitura de Ubatã após ter sido afastado do comando do executivo na última terça-feira (19).

“Ele [Edson Neves] movimentou as contas quando já estava fora da prefeitura. Não pagava os fornecedores quando estava fora do poder, agora quer justificar as movimentações alegando que foi para pagar fornecedores. Gostaria de saber como ele fora do cargo conseguiu acesso aos extratos”, indagou Mascarenhas.

A atual alcaide disse ainda que o prefeito afastado sequer repassou, como manda a legislação, o duodécimo da Câmara, que por lei deve ser repassado no dia 20 de cada mês. Mascarenhas voltou a dizer que o setor jurídico ingressou com uma ação na Justiça para reaver a verba movimentada ilegalmente por Neves.

Redação Ubatã Notícias